【RINITE E SINUSITE】Conheça Diferenças Entre Rinite e Sinusite

O Que é Bom Para Sinusite. Se você tiver congestão nasal, pressão facial, tosse e secreção nasal espessa, você pode ter rinossinusite, comumente referida como sinusite.

Seus seios são cavidades oculares nas maçãs do rosto, ao redor dos olhos e atrás do nariz.

Eles contêm muco, que ajuda a aquecer, umedecer e filtrar o ar que você respira.

Quando algo impede o muco de drenar normalmente, pode ocorrer uma infecção.

→ PRINCIPAIS DICAS FINAL DO ARTIGO

Quer ver depoimentos e dicas sobre Sinusite

Deixe seu comentário no vídeo abaixo!

Trabalhamos com amor e dentro do possível seu comentário será respondido!

Este conteúdo não substitui uma consulta medica!

#dietablogbr

(VÍDEO) → Remédio Caseiro Para Sinusite

A sinusite aguda refere-se a sintomas de sinusite que duram menos de quatro semanas.

A maioria dos casos começa como um resfriado comum.

Os sintomas geralmente desaparecem dentro de uma semana a 10 dias, mas em algumas pessoas, uma infecção bacteriana se desenvolve.

Sinusite crônica

A sinusite crônica, também conhecida como rinossinusite crônica, é frequentemente diagnosticada quando os sintomas se prolongam por mais de 12 semanas, apesar do tratamento médico.

Pessoas com rinite alérgica ou asma são mais propensas a sofrer de sinusite crônica. Isso ocorre porque as vias aéreas são mais propensas a ficar inflamadas quando a rinite alérgica ou a asma estão presentes.

Sinusite também pode ser causada por uma infecção, um fungo, desvio do septo nasal, pólipos nasais ou, em casos raros, uma deficiência do sistema imunológico.

SINTOMAS E DIAGNÓSTICO

– Sintomas

Os sintomas de sinusite, agudos ou crônicos, frequentemente se desenvolvem após um resfriado ou durante períodos de sintomas de rinite alérgica graves ou contínuos.

O sinal mais óbvio de sinusite é uma pressão dolorosa nas bochechas e na testa.

Outros sintomas incluem:

– Corrimento nasal amarelo-esverdeado espesso;

– Gotejamento pós-nasal, muitas vezes com mau gosto;

– Tosse;

– Congestão;

– Dor de dente;

Em casos de sinusite aguda, pode ocorrer febre.

 

– Diagnóstico

Os testes de alergia realizados por um alergista /imunologista podem identificar quais gatilhos alérgicos podem estar por trás de suas infecções sinusais crônicas ou recorrentes.

Em casos crônicos ou graves, o médico também pode examinar suas passagens nasais usando uma técnica chamada rinoscopia ou endoscopia nasal.

Neste procedimento, um instrumento fino e flexível é inserido na narina para visualizar as passagens do seio e procurar por bloqueios.

Seu médico pode pedir uma ressonância magnética ou tomografia computadorizada para procurar anormalidades nos seios da face – passagens estreitas de drenagem, pólipos ou um desvio de septo.

Marque uma consulta com seu médico imediatamente se tiver: febre, dor ou inchaço no rosto ou nos olhos, vermelhidão na bochecha ou ao redor do olho, fortes dores de cabeça, confusão ou torcicolo.

TRATAMENTO E GESTÃO DE SINUSITE

O tratamento da sinusite depende da causa, gravidade e duração dos sintomas.

– Sinusite aguda

Até 70% das pessoas com sinusite aguda se recuperam sem qualquer medicação prescrita.

Se a causa for uma infecção bacteriana, o tratamento com um antibiótico pode encurtar a duração da sinusite aguda e também reduzir a gravidade dos sintomas.

Outras opções para tratamento incluem:

– Descongestionantes ou sprays nasais podem ajudar a aliviar os sintomas e promover a drenagem da infecção;

– Muitas pessoas acham alívio usando essa receita de soro fisiológico;

– Descanse bastante e mantenha seu corpo hidratado bebendo vários copos de água por dia;

– Analgésicos de venda livre, como aspirina, paracetamol (Tylenol, outros) ou ibuprofeno (Advil, Motrin, outros) podem ser benéficos. NÃO dê aspirina a crianças com menos de 18 anos.

– Além dos medicamentos, algumas pessoas com sinusite encontram alívio respirando ar quente e úmido, usando compressas quentes ou lavando as cavidades nasais com uma solução salina.

 

– Sinusite crônica

A sinusite crônica geralmente não é causada por uma infecção bacteriana, portanto, tratar a doença com antibióticos geralmente não ajuda.

Evite atividades e locais que possam agravar seus sintomas – especialmente se os sintomas estiverem relacionados a uma alergia.

Sprays de corticosteroides intranasais podem ser apropriados para sinusite recorrente, mas apenas sob os cuidados do seu médico. Se o diagnóstico envolver um fungo, seu médico poderá prescrever um medicamento antifúngico.

Se um alergologista/imunologista tiver diagnosticado alergias, o tratamento dessas alergias evitando gatilhos ou medicamentos ou injeções de alergia pode ajudar a prevenir a recorrência de sinusite.

Medidas de controle ambiental, como evitar alérgenos, são muito importantes para pessoas com rinite desencadeada por alérgenos internos, como ácaros, fungos ou pelos de animais.

Esta estratégia de tratamento pode prevenir a necessidade de cirurgia ou prevenir a recorrência da doença após a cirurgia.

Quando tratamentos ou medicamentos falham, a cirurgia endoscópica pode ser uma opção. Se você está considerando fazer uma cirurgia sinusal, não se esqueça de avaliar os vários fatores de sua condição.

Esta pode ser uma decisão muito complexa e você deve procurar a opinião de seu alergista/imunologista.

A cirurgia deve sempre ser vista como um último recurso em crianças. Antes de concordar em fazer uma cirurgia sinusal em seu filho, considere obter uma segunda opinião de um alergista/imunologista que trata a sinusite pediátrica.

A cirurgia de seios da face não é uma solução rápida. A maioria dos pacientes que se submetem à cirurgia sinusal ainda necessitará de tratamento médico para prevenir o retorno da sinusite crônica.

ATUALIZADO: 18.04.18

tratamentos para rinite alérgica

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

5 × cinco =